21 de junho de 2013

Palavras

Cada minuto que se finda parece-me igual ao anterior, é como se estivesse estática, sempre presa ao mesmo espaço, ainda que esteja em constante movimento.
Os minutos derretem-se enquanto o meu coração espera pelo fim deste áridos dias que me fazem sentir muito menos que poeiras de estrelas. Já nem as palavras me saem, não consigo esculpir com elas um quadro vislumbrante que se formava na mente do leitor. Não são nada mas neste momento em que me afogo em pensamentos já gastos pelo tempo apenas tenho as palavras. Não me julgam, "ouvem-me"...
Só gostava de sentir, mais uma vez, o odor a maresia a perfurar-me o peito. Só consigo sentir quando estou perto de ti . Todavia, quando me sento nesta cadeira já desgastada, o som das teclas parece-me demasiado monótono. As pessoas parecem-me iguais, sempre preocupadas consigo mesmas, sem olharem em redor.
Talvez um dia possa abraçar de novo a felicidade.

" A vida é um dilema singelo, ou se é bigorna ou se é martelo"

18 comentários :

  1. sim, claro, é o que vou fazer, muito obrigada*
    talvez abraces a felicidade mais cedo do que pensas :)

    ResponderEliminar
  2. Não é nada fácil, mas a vida é assim mesmo..! Muito obrigada pela força :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. o problema é qe eu sei qe da minha parte é , agr da dele já ñ tenho tanta a certeza , pelo menos parece , mas ele é demasiado orgulhoso e nc demonstra os sentimentos ..

    ResponderEliminar
  4. r: oinh , fico feliz por te ter feito sorrir , talvez seja pq estas apaixonada ;)

    ResponderEliminar
  5. obrigada :b pintar e desenhar gosto bastante :)
    e sim, gosto imenso dele. mas apesar de magoar bastante, quero é vê-lo feliz mesmo que eu não esteja..

    ResponderEliminar
  6. é mesmo x: obrigada pelas palavras :)
    ps: vou seguir, gostei do blogue!

    ResponderEliminar
  7. mas parece que eu, fico cada vez mais fraca..

    ResponderEliminar
  8. sim, é exactamente isso que eu sinto, sinto-me impotente, incapaz de ser feliz..
    querida, se quiseres falar, eu estou aqui*

    ResponderEliminar
  9. Exactamente, foi o que aqui escreveste que eu também sinto um bocado, mas apenas em relação ao facto de não conseguir escrever nada de "feliz", sei lá.
    Obrigada, querida :)

    ResponderEliminar