8 de agosto de 2015

Silêncio ensurdecedor


Espanta-me o jeito que tenho em "estragar" sempre tudo. O tempo vai passando, inquieto, enquanto me vou lembrando de ti e da forma como sorriste para mim assim que me viste. Não me conhecias, ou se calhar, julgaste conhecer-me desde sempre, e foi isso que te fez sorrir para mim. Hoje, mais do que em todos os outros dias, tenho a memória desse dia presente. Achei a tua espontaneidade louca, mas talvez fosse aquilo que me tinha faltado em todos aqueles anos de existência- pensei.
Hoje, passado tantos anos, estou aqui sentada, à beira desta cama que já testemunhou a tua presença, e sinto saudades tuas. Desculpa-me todas as vezes que disse que talvez, todas as que desvaneci as tuas esperanças e ainda todas aquelas em que nos afastamos por não ter tido a coragem de ter gestos suficientes para te manter por perto. É engraçado como nunca tinha escrito sobre ti e como sempre julguei nunca ter ficado nada por dizer.
Tenho saudades de te roubar esse silêncio, e de te encher de palavras, contudo tenho presente que todas elas são vãs. Tenho para mim que, às vezes, os silêncios também conseguem carregar todas as palavras do mundo e tornar-se insuportáveis, e o teu está a tornar-se. Tenho saudades da tua simplicidade, da tua entrega, tenho saudades, tenho saudades tuas, sabes!?

28 comentários :

  1. Respostas
    1. Obrigadaaa :) http://luaaa07.blogspot.pt/2015/08/giveaway.html Giveaway no blog :)

      Eliminar
  2. «Tenho para mim que, às vezes, os silêncios também conseguem carregar todas as palavras do mundo», que verdade tão grande!
    Há quem nos deixe sempre saudades, independentemente do tempo que passe

    ResponderEliminar
  3. Bom texto.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Como te compreendo. Destruo tudo aquilo que toco, então evito ultimamente... tocar. :/
    Espero que possas matar essas saudades, um dia.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  5. Às vezes é o silêncio que nos fala e nos mostra como certas coisas eram tão boas e sinceras.

    ResponderEliminar
  6. O silêncio pode ser algo mesmo insuportável, sei bem o que isso é e nunca aprendi a lidar com ele :|

    O texto está lindo ^^

    ResponderEliminar
  7. o tempo dá sempre oportunidade para recuperares aquilo que achas que perdeste, sê persistente x

    ResponderEliminar
  8. r: Muito obrigada, minha querida :D até já*

    ResponderEliminar
  9. Ohn, muito obrigado querida :') Acredita que não é, de todo, difícil nem é preciso ter muito jeito! :D Tenta :)

    Escreves tão, mas tão bem! Na grande maioria das vezes é o silêncio que nos traz as melhores respostas... Pensa nisso!

    NEW REVIEW POST: Catrice Camouflage Cream
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  10. Também tenho uma capacidade incrível de "estragar" tudo.

    ResponderEliminar
  11. Por vezes é com o silêncio que mais aprendemos a lidar com a nossa própria pessoa, mas também é capaz de ser infernal .s

    ResponderEliminar
  12. r: obrigada querida, já acabou +.+
    agora estou de volta ao blog :)

    ResponderEliminar
  13. Adorei, identifico-me tanto com tudo o que disseste... "Tenho para mim que, às vezes, os silêncios também conseguem carregar todas as palavras do mundo e tornar-se insuportáveis, e o teu está a tornar-se." Lindo, mesmo.

    r: É mesmo, acho que é nessa altura que nos sentimos verdadeiramente estudantes universitários, com tudo aquilo que isso significa e implica. Obrigada pela tua visita, beijinhos!

    http://joanasrverissimo.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  14. Adorei estas palavras, até porque me revi nelas...

    ResponderEliminar
  15. Obrigada pelo comentário :)

    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  16. o pior são as saudades que não dão para matar

    ResponderEliminar
  17. Ai a saudade, sempre a dar cabo de nós.
    Mas deixo-te uma pergunta que vi à poucos dias, tens saudades da pessoa ou do momentos que viveram? (:

    ResponderEliminar
  18. Acho que não conhecia o teu blog mas adorei!

    ResponderEliminar
  19. É por tudo isto que aqui escreveste que devemos dizer tudo aquilo que sentimos (e pensamos) antes que aconteça algo que o impeça.

    ResponderEliminar
  20. "Desculpa-me todas as vezes que disse que talvez, todas as que desvaneci as tuas esperanças e ainda todas aquelas em que nos afastamos por não ter tido a coragem de ter gestos suficientes para te manter por perto." Está lindo :')

    ResponderEliminar
  21. A saudade é a prova de que o passado valeu a pena ;) mas também é dos sentimentos mais ingratos! Força querida *

    ResponderEliminar
  22. Não fosse a saudade um sentimento tão português. ..

    ResponderEliminar
  23. adorei a tua escrita, vou seguir :)

    http://the-flyagainstthewind.blogspot.pt/

    ResponderEliminar