22 de outubro de 2015

Horas tardias

Não me perguntes o que sinto, nem interrompas o grito contínuo do silêncio que não podes calar. Deixa os ventos fortes despentearem-me o cabelo, pode ser que assim me lembre de quando o fazias (e eu não me importava porque te olhava nos olhos e sentia a felicidade com que me devolvias o olhar). Não quebres os inúmeros pensamentos que me pairam no céu da minha mente, nem tão pouco me faças qualquer pergunta sobre eles. Perdes-te o tempo a deixá-lo passar, agora, ainda que talvez ainda não tenhas caído em ti, o oceano do meu coração é um mar sem ondas onde a água é demasiado salgada. Não perturbes a paz que paira quando, já tão longe de mim como de ti, me refugio.

27 comentários :

  1. Tão lindo :')
    r: O teu email é este certo = riseabovethiss@gmail.com ?
    Já mandei outra vez

    ResponderEliminar
  2. Sem dúvida que em alguns momentos é melhor estarmos sozinhos...

    R: Eu compreendo que eles queiram estar juntos, mas já é a segunda vez que ela se põe, espécie vigilante...

    ResponderEliminar
  3. Mas que texto maravilhoso! Toca-nos cá dentro! Parabéns!
    beijinhos
    http://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. R: Eu já falei com ela, mas ela não sabe se quer revelar o blog dela. Se decidir afirmativamente eu envio-te um comentário com o link :)

    ResponderEliminar
  5. É por coisas como esta que o teu, é dos poucos blogs que ainda sigo.

    ResponderEliminar
  6. opa, gostei tanto de ler isto! pela força que transmite especialmente!
    está tudo bem, pequena?

    ResponderEliminar
  7. Uau, está absolutamente incrível, minha querida!
    Precisamos tanto dessa paz *.*

    ResponderEliminar
  8. é tão oh *-* a tua maneira de escrever !!

    ResponderEliminar
  9. Já me senti assim, perdida ou melhor com o coração demasiado calmo.
    Às vezes prefiro uma tempestade, ao menos sinto-o.
    Bom fim de semana querida.
    xoxo
    http://bonjourrose.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. r: Não tens que agradecer, minha querida, só disse a verdade!
    Owww *.*

    Obrigada e igualmente*

    ResponderEliminar
  11. Foi optimo, juro que não estava há espera que fosse assim tão ( ... ) bom como foi

    ResponderEliminar
  12. Há alturas na vida que as nossas opções são definitivas.
    Ainda que tudo possa mudar em pouco tempo...
    Gostei do texto, como sempre.
    Ísis, minha querida amiga, tenha um bom domingo e uma boa semana.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  13. Miuda, como tu tens jeito com as palavras! Que bonito..

    ResponderEliminar
  14. olá, vim-te dar o novo link do meu blog que tu ja seguias :http://lacosqueperduram-jan.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Gostei tanto de ler estas tuas simples palavras, são simples, mas eu compreendo-as tão bem...

    ResponderEliminar
  16. Que lindo, tens mesmo jeitinho :)
    r: Muito, muito obrigada minha querida!
    Nem mais eheh

    ResponderEliminar
  17. Há fases da nossa vida que precisamos de um bom refúgio. Que o teu coração tenha paz e que toda a água que cobre o teu oceano dessalinize.

    Um beijo grande

    ResponderEliminar
  18. Si te apetece he publicado en mi blog algunas reflexiones interesantes, y como tu eres una chica tan fantástica seguro que te gusta y me encantaría que alguien como tú me dijese qué piensa sobre lo que he escrito. Muchas gracias guapa! : )

    ResponderEliminar
  19. Palavras fortes e bonitas. Gostei :)

    http://gestoolharesorriso.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  20. Às vezes temos de mos afastar de algumas pessoas, mas nunca te percas de ti mesma...
    O texto está lindo :)

    ResponderEliminar