12 de março de 2016

Momentos imóveis

Como é possível reconhecer-te desde sempre e nunca te ter conhecido como agora? Sempre pensei que as nossas conversas fossem passageiras, que a qualquer momento encontrarias outra "distracção" e que me remetesses para segundo plano. Não por achar que valho pouco, não isso nunca! Mas por ter tido sempre presente que as coisas boas, simples e bonitas duram demasiado pouco tempo.
É engraçado como tecemos dois dedos de conversa seja a que horas forem, como nunca preciso de falar do que me perturbar, e é ainda mais curioso como não te preciso de dizer se estou bem ou mal. Sei que consegues perceber!
De quando em vez, dizes-me subtilmente que te posso falar de tudo o que me perturba mas que enquanto for mais feliz com conversas leves e sorridentes, as terás comigo. Aceno que sim, e no fundo sabemos os dois tão bem que não quero ser melodramática e contar-te histórias que me roubem o sorriso. Sei que entendes quando me respondes:
- "Ficas tão mais bonita a sorrir".
Volto a acenar, como se não pudesse fazer outra coisa. Sorrio ( desta vez não consigo conter o sorriso) e continuamos naquele banco de jardim a falar sobre tudo o que nos faz rir até nos doer a barriga.


Fictício

29 comentários :

  1. Que bonito! :)

    R: Realmente não sei o que gostará ele em mim. A Mérida diz que eu tenho o poder de cativar as pessoas em geral, talvez o que tenha cativado a ele de uma maneira especial...
    Desuzo que estejas melhor? :)

    ResponderEliminar
  2. Que os teus regressos, te venham acarinhar mais o coração, minha querida! É tudo o que espero.
    Força nesse coraçãozinho. Beijinho grande

    ResponderEliminar
  3. Por vezes só precisamos mesmo de rir e sorrir:)

    ResponderEliminar
  4. E era tão bom se esses momentos pudessem multiplicar-se por todos os minutos da nossa vida!

    ResponderEliminar
  5. r: Não te respondi logo aos comentários mas acredita que fiquei mesmo muito feliz ao lê-los. Muito obrigada pela preocupação, está tudo bem agora :)
    Mas és uma verdadeira querida Ísis <3

    ResponderEliminar
  6. "Mas por ter tido sempre presente que as coisas boas, simples e bonitas duram demasiado pouco tempo."
    Ouch!

    ResponderEliminar
  7. Eu acho que este fictício pode não ser inteiramente fictício :p

    ResponderEliminar
  8. R: As coisas vão mais ou menos, se uns dias (como o de ontem) estávamos envolvidos por uma grande próximidade, noutros dias (como o de hoje) mal nos falámos. Lá está, é tudo muito confuso...

    Fiquei com um sorriso enorme ao ler o teu comentário! Tu é que és uma querida Ísis <3
    Obrigada, é bom saber :)

    Espero que tudo se encaminhe e que em breve te sintas mais feliz do que nunca!

    ResponderEliminar
  9. R: Realmente acho que deste sorte :p

    ResponderEliminar
  10. Que muitos mais sorrisos vos estejam reservados!!

    ResponderEliminar
  11. Olá! Preciso do email do teu blog para falar contigo sobre aquele site de escrita de artigos que comentaste no meu blog ontem.

    ResponderEliminar
  12. É tão bom quando podemos contar com uma pessoa assim na nossa vida :)
    Gostei imenso do texto ^^

    ResponderEliminar
  13. e tem coisas que acontecem no silencio. sem a gente perceber. abraco.

    ResponderEliminar
  14. Tão lindos, esses momentos imóveis! Adorei querida Ísis ;)

    Espero que estejas bem, um beijinho grande para ti

    ResponderEliminar
  15. Olá querida. Desculpa só responder agora mas, apesar de ter vindo publicar alguns textos, não tenho respondido aos comentários e resolvi hoje tirar algum tempo para o fazer. Também gostei do teu blog mas não sei onde posso seguir de volta, não encontro o link.
    Já passou muito tempo e já mudou tanta coisa mas, mesmo assim, sinto saudades e não o posso evitar. Também não há absolutamente nada a fazer senão aceitá-lo. Talvez outro alguém não me ajude, acho que só confunde mais tudo. Pelo menos foi o que acabei por me aperceber com o passar do tempo...

    ResponderEliminar
  16. Tão bom, tão bom. Quando coisas boas destas acontecem, amigos assim valem pela vida, amei o texto :)

    http://gestoolharesorriso.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  17. Adorei o texto! Só é pena ser fictício, alguém assim era tudo o que podemos pedir.
    Quanto eu teu comentário, se quiseres falar sobre isso terei todo o gosto em ler. No meu caso, já estou a ficar melhorzinha e já não dói tanto.

    ResponderEliminar
  18. Isso é fantástico! Que os momentos imóveis preencham a tua vida! <3

    The Breakeven Girl - http://thebreakevengirl.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  19. Adorei. Precisamos sempre de alguém com quem possamos ter estes momentos.

    ResponderEliminar
  20. Daquelas sintonias inexplicáveis (e tão maravilhosas).
    Bonitas palavras Ísis :)
    Beijinho grande*

    ResponderEliminar