19 de novembro de 2013

LET IT SPEAK

"Há muito anos que Xavier vivia naquela casa tão grande quanto vazia. Não sabia o que era não estar acompanhado de si mesmo. A sua personalidade peculiar e o seu coração gélido tinham-no isolado do mundo em que vivia, como se existisse uma barreira invisível incapaz de se quebrar.
Durante toda a sua vida, os seus olhares de desdem eram replicados como flechas que penetravam no íntimo de qualquer um. Apresentava um semblante rígido, um ar autoritário e maléfico. Agora que estava a envelhecer sentia-se vulnerável e carente - não o admitia nem para si mesmo mas era uma daquelas coisas que sabia sem que necessitasse de refletir. O sopro dos ventos já não soprava da mesma forma vitoriosa e o mar da sua imaginação inquietava-se mais a cada dia que passava... Era tarde! Estava já desgastado pelo tempo e a vida apenas lhe tinha mostrado que não tinha possuído coração nem compaixão quando já era impossível abraçar o passado."


Participei no desafio lançado pela . J

7 comentários :

  1. Adorei este excerto. Está muito bom, mesmo! É teu, não é? :)

    ResponderEliminar
  2. Olá, como prometido mudei o link do blog e agora vim dize-lo para que sigam de novo se quiserem :)
    Link: i-am-pepper.blogspot.com

    P.S: Aquilo vai aparecer que ja seguem por isso tem de deixar de seguir e colocar seguir outra vez.
    beijinho

    ResponderEliminar
  3. Bonito. :))

    ps: e estás a gostar? é bom saber que ha mais gente a escolher tese. todos os meus amigos escolheram estágio

    ResponderEliminar