9 de outubro de 2015

Leituras Marcantes III

Comecei a amar-te no dia em que te abandonei.
De tudo o que amo és tu o que mais me apaixona.
Foram as palavras dela, poucos minutos depois, quando ele, teimoso, a seguiu até ao fundo da rua em hora de ponta. Estavam frente a frente, toda a gente a passar sem perceber que ali se decidia o futuro do mundo. Ele disse: “casei-me com outra para te poder amar em paz”. Ela disse: “casei-me com outro para que houvesse um ruído que te calasse em mim”. Na verdade nem um nem outro disseram nada disso porque nem um nem outro eram poetas. Mas o que as palavras de um (“amo-te como um louco”) e as palavras de outro (“amo-te como uma louca”) disseram foi isso mesmo. A rua parou, então, diante do abraço deles.
in "Prometo Falhar" 



Foram as palavras dele quando, dez anos depois, a encontrou por mero acaso no café. Ela sorriu, disse-lhe “olá, amo-te” mas os lábios só disseram “olá, está tudo bem?”. Ficaram horas a conversar, até que ele, nestas coisas era sempre ele a perder a vergonha por mais vergonha que tivesse naquilo que tinha feito (como é que fui deixar-te? como fui tão imbecil ao ponto de não perceber que estava em ti tudo o que queria?), lhe disse com toda a naturalidade do mundo que queria levá-la para a cama. Ela primeiro pensou em esbofeteá-lo e depois amá-lo a tarde toda e a noite toda, de seguida pensou em fugir dali e depois amá-lo a tarde toda e a noite toda, e finalmente resolveu não dizer nada e, lentamente, a esconder as lágrimas por dentro dos olhos, abandonou-o da mesma maneira que ele a abandonara uma década antes. Não era uma vingança nem sequer um castigo – apenas percebeu que estava tão perdida dentro do que sentia que tinha de ir para longe dali para ir para dentro de si. Pensou que provavelmente foi isso o que lhe aconteceu naquele dia longínquo em que a deixara, sozinha e esparramada de dor, no chão, para nunca mais voltar.

11 comentários :

  1. Absolutamente incrível *.*

    r: Obrigada, minha linda!

    ResponderEliminar
  2. R: Estou melhor querida. Muito obrigada pela preocupação :)

    ResponderEliminar
  3. Uma deliça de letura, amei

    É triste, mas ha historias assim, pessoas que sao infelizes por sempre quando tiveram a posibilidade de ficar com alguem que era para dar mesmo certo tudo, mas as X um dos dous ( o os dous) é mesmo chato, e consigue romper tudo isso, e quando tenta corrigir isso, é mesmo tarde

    Um beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Escreves tão bem :D
    ps: Podias dar-me o teu mail sff ?

    ResponderEliminar
  5. R: Oh querida, muito obrigada. É sempre bom ter o vosso apoio :)

    ResponderEliminar
  6. Está bonito e com o toque de tristeza ao mesmo tempo!
    Resp: que querida, obrigada e digo o mesmo :)

    ResponderEliminar